Dor de barriga na gravidez – o que é normal e o que não é

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 10/07/2022   160 Views  

Dor de barriga ou cólicas são muito comuns na gravidez. Elas geralmente não são nada para se preocupar, mas às vezes podem ser um sinal de algo mais sério que precisa ser verificado.

Preparamos aqui um guia para você saber quando deve e quando não deve ficar preocupada com a dor de barriga na gravidez.

Dor de barriga na gravidez

Dor de barriga na primeira metade da gravidez

Na primeira metade da gravidez é muito comum que a futura mamãe sinta dor no pé da barriga. Estas dores são comuns pois é necessário que o útero cresce para acomodar o bebê, a bolsa de líquido amniótico e a placenta.

Essa dor na barriga geralmente é bastante fraca, muitas vezes a futura mamãe irá apenas queixar-se de um leve desconforto e não uma dor mais intensa.

Por outro lado, alguns problemas da gravidez também podem se manifestar com como dor no pé da barriga. Vamos ver algumas das causas de dor mais comuns abaixo:

Ameaça de aborto

Infelizmente cerca de 10 a 15% das gestantes terão um aborto espontâneo. Isso ocorre pois nosso corpo é bastante seletivo e apenas gestações onde tudo está bem certinho irão evoluir. Nos casos de aborto espontâneo geralmente teremos como principal sintoma o sangramento vaginal.

Claro, eventualmente podem ocorrer abortos sem sangramento vaginal, mas geralmente esse sintoma é muito frequente. Os casos de abortamentos que ocorrem sem sangramento vaginal são conhecidos por abortos retidos.

Gravidez ectópica

A gravidez ectópica também é uma causa de dor de barriga na gravidez. Chamamos de gravidez ectópica quando a gestação está fora do útero, geralmente na trompa uterina.

A gravidez ectópica geralmente ocorre em pacientes que possuem algum tipo de obstrução tubária. Nos casos de gravidez ectópica novamente o principal sintoma é o sangramento vaginal.

Infecção urinária

Durante a gravidez existe uma predisposição a ocorrência de infecção urinária. Por isso esse é um dos exames que são feitos rotineiramente no pré-natal. Geralmente nos quadros de infecção do trato urinário a paciente pode se queixar de dor no pé da barriga e é muito comum a necessidade urinar o tempo inteiro.

Pra confundir mais ainda esses dois sintomas são comuns na gravidez normal também. Por isso se você está em dúvida converse com o seu médico.

Prisão de Ventre

Durante a gravidez é bastante comum ter o intestino preso. Isso poderá ocasionar dor abdominal e desconforto. Para evitar passar por isso, leia nosso post sobre como evitar a constipação na gravidez.

Constipação na Gravidez

A prisão de ventre pode ser uma das causas de dor abdominal na gravidez.

Dor de barriga na segunda metade da gravidez

Na segunda metade da gestação o útero começa a se preparar para o parto. Nesse treinamento ele realiza algumas contrações esporádicas, chamadas de contrações de Braxton Hicks. Estas contrações não são um problema, e podem até ser um pouco mais intensas com dores que iniciam no abdômen e irradiam para dores nas costas. Outras causas de dor abdominal durante a segunda metade da gravidez podem ser:

Trabalho de parto prematuro

Quando as contrações se tornam muito frequentes e com maior intensidade elas deixam de ser contrações de Braxton Hicks e passam a caracterizar o trabalho de parto. Geralmente quanto temos de 2 a 3 contrações fortes em um intervalo 10 minutos isso pode significar que seu bebê está querendo nascer. Se você estiver com menos de 37 semanas de gestação estes sintomas de contrações podem caracterizar um trabalho de parto prematuro.

Pré-Eclâmpsia

A pré-eclâmpsia é uma doença caracterizada pelo aumento da pressão arterial, edema e proteinúria (eliminação de proteínas pela urina). Pode ser uma doença inicialmente sem muitos sintomas, sendo identificada no pré-natal pelo aumento da pressão arterial.

Em casos mais graves da pré-eclâmpsia a paciente poderá sentir uma dor abdominal, geralmente localizada na parte mais superior do abdômen e do lado direito. Ela ocorre pois em alguns casos a pré-eclâmpsia poderá provocar uma lesão hepática. Como o fígado fica no lado direito do abdômen a dor de barriga neste caso está localizada à direita.

Descolamento Prematuro de Placenta

O descolamento prematuro de placenta ocorre quando a placenta normalmente inserida se separa da parede uterina de maneira abrupta e inopinada. Nestes casos a paciente sentirá uma forte dor abdominal, em função de um aumento no tônus uterino. O útero fica realmente como uma “pedra” de tão enrijecido. Geralmente além da dor observa-se sangramento vaginal.

Por sorte essa complicação não é tão comum pois pode ser bastante grave tanto para a gestante como para o bebê. Ela costuma ocorrer com pacientes que estão com a pressão arterial bastante elevada.

Dicas do que fazer se você estiver sentido dores

Caso você esteja sentido dor abdominal, tente mudar um pouco de posição, descansar um pouco ou tentar soltar gases. Caso as dores melhorem provavelmente não é nada para ficar preocupada.

Quando devo procurar um médico por causa da dor abdominal?

Em algumas situações é importante que você procure o seu médico para evitar dor de cabeça. Vamos listar abaixo as situações em que você deve procurar seu médico ou ir ao pronto socorro:

  • Sangramento vaginal
  • Quando as contrações forem regulares (2 ou 3 a cada 10 minutos – leia nosso post sobre como identificar se você está em trabalho de parto)
  • Quando houver corrimento vaginal
  • Quando houver dor lombar
  • Quando tiver queimação ao urinar
  • Qualquer dor intensa que não desaparece por mas de 30 a 60 minutos

Gostou deste post? Leia também o que escrevemos sobre 6 Dores que NÃO são normais na Gravidez – E o que fazer com elas!

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 10/07/2022   160 Views