Qual o risco da infecção urinária na gravidez?

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 19/07/2020   4034 Views  

As infeções do trato urinário são mais comuns em mulheres. Em função da anatomia do aparelho urinário feminino, em especial pela uretra bastante curta, o risco de uma infecção urinária é maior do que quando comparado aos homens.

Durante a gestação este risco aumenta ainda mais em função das alterações que acontecem no corpo da mulher durante a gravidez. A progesterona reduz o peristaltismo (contração involuntária) dos ureteres e a compressão do útero provoca uma estase (represamento) de urina. Tudo isto predispõe a infecção urinária. Podemos esperar que pelo menos 5% das gestantes tenham ao menos uma infecção urinária durante a gravidez.

Classificamos as infecções urinárias conforme a parte do trato urinário atingida. Quando a infecção acomete a bexiga chamamos de infecção urinária baixa, ou cistite. Se a infecção atinge os rins então é classificada como infecção urinária alta, ou pielonefrite.

Infecção Urinária

Tipos de infecção do trato urinário. Infecção urinária baixa (cistite) e infecção urinária alta (pielonefrite).

 

Na gravidez a infecção urinária é particularmente importante por dois motivos. Em primeiro lugar pela sua associação com o parto prematuro. As infeções urinárias baixas (cistites) mesmo que pouco sintomáticas podem provocar um parto prematuro.

Em segundo lugar existe um risco relativamente grande de uma infeção urinária se agravar pois o corpo da gestante propicia o agravamento de uma infecção urinária pela redução do peristaltismo e pela estase de urina provocada pela progesterona.

Por isso, durante o pré-natal realizamos 3 exames de urina, um em cada trimestre. Isto objetiva identificar o mais precocemente qualquer infecção urinária. Durante a gravidez tratamos até mesmo a bacteriúria – o que não ocorre com mulheres hígidas, fora do período gestacional. Bacteriúria assintomática é quando um número relativamente grande de bactérias é encontrado na urina mas não existem sintomas de infecção urinária.

A infecção urinária pode causar mal ao bebê?

Se não tratarmos a infecção urinária adequadamente ela pode causar o trabalho de parto prematuro. A gestante também poderá ter uma infecção grave e excepcionalmente até o bebê. Essa infecção no bebê acontece especialmente quando a bactéria causadora de infeção é o estreptococo do grupo B. Além disso a infecção urinária pode causar o rompimento prematuro bolsa de líquido amniótico.

Para mãe uma infecção urinária não tratada pode evoluir para um quadro de infecção generalizada, chamada de sepse. A sepse é uma complicação muito grave que pode inclusive causar a morte.

Quais são os sintomas

Os sintomas da infecção urinária variam também conforme a parte do trato urinário acometida. As infecções baixas costumam ter como sintoma a dor ou ardência para urinar, associado ao aumento da frequência de idas ao banheiro. Entretanto ir muito ao banheiro urinar também é um sintoma comum da gravidez que não necessariamente está relacionado a infecção. Esse sintoma é mais comum no começo da gravidez e no terceiro trimestre.

As infeções altas do trato urinário possuem como sintomas, além dos sintomas de infecção baixa, a presença de febre associada a dor lombar. A febre em especial é bem característica da infecção urinária alta.

Como é feito o diagnóstico

Durante a gestação é muito importante que as infecções urinárias sejam rapidamente diagnosticadas e tratadas. Por isso o seu médico irá solicitar um exame de urina a cada trimestre da gestação. Além destes exames que são rotineiramente feitos, caso você apresente sintomas da doença ou trabalho de parto prematuro, este exame também deverá ser realizado.

Como é feito o tratamento

Em síntese, as infecções urinárias são tratadas com antibióticos. Para as infecções baixas o tratamento geralmente é ambulatorial com antibióticos por via oral por 7 a 10 dias. Já as infecções altas devem ser internadas e tratadas com antibióticos por via endovenosa até a melhora clínica. Havendo melhora com os antibióticos endovenosos a paciente pode receber alta com um tratamento via oral até completar cerca de 14 dias de tratamento.

Para pacientes com infeções urinárias recorrentes durante a gravidez é necessário investigar se existem problemas associados, como por exemplo cálculos renais. Eventualmente o seu médico poderá prescrever uma terapia profilática aonde uma dose baixa de antibiótico é usada preventivamente para que não ocorra uma nova infecção urinária.

Como posso evitar uma infecção urinária na gestação?

Algumas dicas podem ajudar você a evitar este problema enquanto está grávida. Veja o que você deve fazer:

  • Tome bastante líquido dando preferência para água e suco de cranberry;
  • Evite colocar açúcar nas bebidas;
  • Vá ao banheiro com frequência, não espere a vontade chegar, mantenha a bexiga vazia;
  • Tente urinar antes e depois de ter relações sexuais;
  • Depois de urinar seque (e não esfregue) a área genital – certifique-se de limpar da frente pra trás;
  • Evite usar sabonetes fortes, cremes, perfumes ou sprays de higiene feminina.
Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 19/07/2020   4034 Views