IMC de Gestante Calculadora Online

O índice de massa corporal (IMC) é uma medida que usa sua altura e peso para saber se seu peso é saudável. O IMC leva em consideração as variações naturais na forma do corpo, dando uma faixa de peso saudável para uma determinada altura. Entretanto, para dizer se você é saudável os profissionais de saúde não utilizam exclusivamente o seu IMC. Em caso de dúvida consulte o seu médico.


CM
KG
Semanas

Como é calculado o IMC Gestante?

A metodologia para calcular o IMC Gestante é a mesma que usamos para calcular o IMC de não grávidas. Ou seja, é uma relação entre o seu peso em quilos e altura em metros. O que irá variar é a faixa de IMC que consideramos adequada. Antes de engravidar utilizamos pontos de corte fixo para identificar o baixo peso da mulher. Entretanto durante a gravidez o IMC gestante considerado saudável varia de acordo com a idade gestacional. Portanto em cada consulta o seu médico irá calcular novamente seu IMC gestante e avaliar novamente seu estado nutricional. Por isso, para avaliar a sua saúde e identificar problemas com a sua dieta será necessário primeiro saber o seu tempo de gravidez. Se você está em dúvida não corra risco de calcular errado, use nossa calculadora de idade gestacional!

Após calcular o IMC gestante ele deverá ser comparado com a tabela abaixo:

Semana

Baixo Peso (BP)
IMC ≤

Adequado (A)
IMC entre

Sobrepeso (S)
IMC entre

Obesidade (O)
IMC ≥

422525,1 - 29,229,3 - 33,233,3
412525,1 - 29,229,3 - 33,233,3
4024,925 - 29,129,2 - 33,133,2
3924,724,8 - 28,929 - 3333,1
3824,524,6 - 28,828,9 - 32,933
3724,424,5 - 28,728,8 - 32,832,9
3624,224,3 - 28,528,6 - 32,732,8
3524,124,2 - 28,428,5 - 32,632,7
3423,924 - 28,328,4 - 32,532,6
3323,823,9 - 28,128,2 - 32,432,5
3223,623,7 - 2828,1 - 32,332,4
3123,423,5 - 27,928 - 32,232,3
3023,323,4 - 27,827,9 - 32,132,2
2923,123,2 - 27,627,7 - 3232,1
2822,923 - 27,527,6 - 31,932
2722,722,8 - 27,327,4 - 31,831,9
2622,622,7 - 27,227,3 - 31,731,8
2522,422,5 - 2727,1 - 31,631,7
2422,222,3 - 26,927 - 31,531,6
232222,1 - 26,826,9 - 31,331,4
2221,821,9 - 26,626,7 - 31,231,3
2121,721,8 - 26,426,5 - 31,131,2
2021,521,6 - 26,326,4 - 3131,1
1921,421,5 - 26,226,3 - 30,931
1821,221,3 - 26,126,2 - 30,931
1721,121,2 - 2626,1 - 30,830,9
162121,1 - 25,926 - 30,730,8
1520,820,9 - 25,825,9 - 30,630,7
1420,720,8 - 25,725,8 - 30,530,6
1320,620,7 - 25,625,7 - 30,430,5
1220,420,5 - 25,425,5 - 30,330,4
1120,320,4 - 25,325,4 - 30,330,4
1020,220,3 - 25,225,3 - 30,230,3
820,120,2 - 2525,1 - 30,130,2
619,920 - 24,925 - 3030,1

O que é o Índice de Massa Corporal?

O índice de massa corporal é uma metodologia utilizada para avaliar o estado nutricional do indivíduo. Ele é bastante fácil de ser calculado, basta dividir o peso em quilogramas pelo quadrado da altura em metros. O número encontrado é o IMC, e se você estiver grávida ele é chamado de IMC gestante. Se você não é gestante, temos uma calculadora IMC para não grávidas disponível que também indica qual é o seu peso ideal com bastante precisão. Essa calculadora também tem um caráter informativo bem interessante pois após apresentar o resultado ela indica também a sua faixa de peso ideal em quilos. Mas atenção, para gestantes o cálculo deve levar em consideração as semanas de idade gestacional!

O IMC pode ser usado pra avaliar o estado nutricional da gestante?

Sim! Durante a gravidez o IMC da gestante pode ser calculado para identificar se a grávida está com seu peso ideal ou não. Espera-se, na média, durante a gravidez a gestante ganhe cerca de 8 a 12 quilos em relação ao seu peso antes da gravidez. Isso que dizer que o índice de massa corporal normal varia durante as diferentes semanas das gestação. Ou seja, os limites de IMC que usamos fora da gravidez para avaliar o sobrepeso não se aplicam para a grávida e o IMC gestante.

IMC Gestante - Gráfico de Acompanhamento Nutricional da Gestante

Gráfico para monitoramento da evolução ponderal em gestantes (IMC Gestantes). Fonte: Atalah et al. Revista Médica de Chile, 1997. In: Fagundes AA, et al. Ministério da Saúde, 2004.

Como deve ser o ganho de peso da Gestante?

O ganho de peso da gestante varia um pouco conforme a semana de idade gestacional. Nas primeiras semanas, aonde vários sintomas como as náuseas e vômitos interferem bastante o ganho de peso pode ser pequeno. Você não precisa ficar preocupada pois seu médico sabe que isso acontece com as mulheres. Aproximadamente na 12a semana o ganho de peso começa a aparecer de verdade e aí até o final da gestação você deve ganhar cerca de 10 Kg. Nesta fase gestacional o aumento se torna mais acentuado, já que o bebê entra numa fase de desenvolvimento mais acelerado, onde aumenta bastante de tamanho e de peso. Claro que o ganho de peso varia pois uma mulher com peso ideal deve ganhar mais peso que alguém com problema de obesidade. Por isso o cálculo do ganho de peso é sempre individualizado. Por outro lado mulheres com baixo peso devem ganhar alguns quilinhos a mais para ter uma gestação saudável. É normal que o ganho de cada mulher senha maior ou menor de acordo com o seu peso pré-gestacional. Na tabela abaixo mostramos aonde o peso ganho se acumula na gestante:

RegiãoPeso
Reserva de Gorduras3,0 a 3,5 Kg
Aumento de Outros Fluidos1,0 a 1,5 Kg
Aumento do Volume de Sangue1,5 a 2,0 Kg
Líquido Amniótico1,0 Kg
Placenta0,6 Kg
Aumento do Útero1,0 Kg
Aumento nos Seios0,5 a 1,5 Kg

O que é IMC Pré-gestacional?

O IMC Pré-Gestacional é o valor de base qualquer profissional de saúde utiliza como forma de saber o seu estado nutricional antes de engravidar e quanto seria o ganho de peso ideal para manter a saúde da mamãe e do seu bebê. Ele, comparado com o IMC Gestante é importante pois irá direcionar toda orientação sobre a sua alimentação. Assim, mulheres obesas devem receber uma orientação distinta daquelas com peso abaixo do esperado.

Como o IMC da gestante varia semana a semana é normal que seu profissional de saúde utilize uma tabela ou mesmo uma calculadora como a que temos aqui para avaliar a sua saúde e do seu bebê com relação ao ganho de peso que está ocorrendo durante as semanas de gestação. Portanto lembre-se: não basta o índice de massa corporal de antes da gravidez, o ganho de peso deve ser avaliado após cada consulta. Só assim seu médico poderá identificar se existe algum risco específico para sua gestação.

O IMC influencia minhas chances de engravidar?

Sim. Infelizmente existe uma relação entre a obesidade e a dificuldade para engravidar. Mulheres com sobrepeso e obesas têm níveis mais altos de um hormônio chamado leptina, que é produzido no tecido adiposo. Isso pode perturbar o equilíbrio hormonal e levar à redução da fertilidade. A quantidade e distribuição da gordura corporal afetam o ciclo menstrual por meio de uma série de mecanismos hormonais. Neste caso, talvez pequenas alterações no seu estilo de vida, como aumentar a atividade física e reduzir o consumo excessivo de açúcar e gorduras, possa ser o primeiro passo para engravidar de forma saudável. Se você está tentando engravidar sem sucesso por mais de um ano converse com seu profissional de saúde.

Além de reduzir a chance de engravidar, o excesso de peso aumenta os riscos da gestante desenvolver problemas como o diabetes gestacional e a pré-eclâmpsia. Claro que existem outros fatores envolvidos no desenvolvimento destes problemas, mas a base de manter uma dieta saudável é importante para as gestantes.

Para ajudar as gestantes com dificuldades para engravidar temos em nosso site a calculadora periodo fertil, uma ferramenta importante para identificar o dia da ovulação o que pode ajudar a aumentar as chances de engravidar. Saber o dia mais provável da ovulação ajuda a aumentar as chances, mas não deixe que outros fatores importantes como ajustar a sua alimentação e fazer alguma atividade física fiquem em segundo plano.

Qual o peso ideal da gestante?

Ao responder essa pergunta de maneira direta corremos o risco de apenas olhar para um parâmetro: o peso. A resposta é mais complexa pois no mínimo deve levar em conta a altura da pessoa. Enquanto que 80 quilos para uma pessoa de 1,90 metro de altura pode ser normal, para uma pessoa de 1,60 metro de altura é um peso excessivo. A mulher e o profissional que a assiste precisam realizar o cálculo do IMC Gestante levando em consideração o peso e altura e depois correlacionar o resultado com a semana de gestação. Esse processo é particularmente complicado, por isso pode ser interessante a ajuda de uma calculadora ou tabela de peso. Em cada consulta de pré-natal o profissional de saúde irá avaliar o seu estado nutricional por meio desta metodologia.

Qual será meu ganho de peso na gravidez?

O ganho de peso durante o período gestacional irá variar conforme o estado nutricional de antes da concepção. É importante estar atendo a essa avaliação prévia no sentido de evitar qualquer risco durante a gravidez. Para se ter uma idéia do ganho de peso conforme o estado pré-concepcional elaboramos a tabela abaixo:

IMC Pré-GestacionalCategoriaGanho EsperadoGanho Esperado se for Gestação Múltipla
< 18,5Baixo Peso12 a 18 Kg-
18,5 a 24,9Peso Adequado11 a 15 Kg16 a 24 Kg
25,0 a 29,9Sobrepeso7 a 11 Kg14 a 23 Kg
> 30,0Obesidade5 a 9 Kg11 a 19 Kg

Quais são os riscos de ganhar pouco peso durante a gestação?

Enquanto que ganhar pouco peso é adequado para uma mulher com problemas de obesidade (ou seja, excesso de peso antes de engravidar), mulheres com baixo peso devem ganhar um peso maior para que sua gestação seja considerada saudável. Ou seja, a saúde gestacional daquelas mulheres que se encontram abaixo do peso esperado depende de um ganho de peso maior.

Eventualmente, se o seu peso for muito baixo isso pode até reduzir a sua chance de ter uma gravidez. Estar abaixo do peso (IMC abaixo de 18,5) pode reduzir a fertilidade da mulher, causando desequilíbrios hormonais que afetam a ovulação e a chance de engravidar. Em comparação com mulheres na faixa de peso saudável, as mulheres com baixo peso têm maior probabilidade de levar mais de um ano para engravidar. Portanto o ganho de peso antes de engravidar pode ajudar na sua saúde em algumas situações.

A maioria das mulheres IMC abaixo da faixa considerada adequada durante a gravidez terá uma gestação saudável, mas há um risco maior de: aborto espontâneo, nascimento prematuro (quando o bebê nasce antes de estar totalmente desenvolvido) e do bebê ter baixo peso ao nascer.

Portanto para aquelas mulheres com baixo peso o ideal seria primeiro fazer uma alimentação adequada, objetivando o ganho de peso sem comprometer a sua saúde. Após atingir este importante momento deveria-se então pensar na gravidez com a preocupação de manter um ganho de peso conforme o recomendado a cada semana de gravidez. Lembre-se que a saúde da sua gestação depende da sua nutrição.

Qual o IMC ideal para gestante?

O IMC da gestante deve ser correlacionado com a sua idade gestacional para que o estado de saúde seja avaliado de forma adequada. O ganho normal de peso esperado durante a gravidez varia conforme as semanas de gestação e de acordo com o peso pré-gestacional. Por isso é necessário utilizar uma tabela ou calculadora para poder dizer se o ganho de peso está sendo adequado nesta fase da gestação que você está. De acordo com as alterações que o corpo sofre durante as diferentes fases da gestação o cálculo pode ser um pouco diferente para dizer se seu ganho de peso está adequado ou abaixo do esperado. Um IMC de gestante adequado é um sinal importante da saúde nutricional.

Estou grávida e com sobrepeso, o que devo fazer?

Converse com seu profissional de saúde sobre suas preocupações. Além do seu índice de massa corporal é necessário levar em consideração tudo que acontecia com você antes da gravidez. Claro que a gestação é um momento importante para cuidar da sua nutrição e do seu peso, mas o IMC não é tudo.

Se você tem sobrepeso ou obesidade antes de engravidar seu médico deve orientar sua alimentação e o mais adequado é que você tente ganhar poucos quilos durante a gestação. Temos um post sobre nutrição para a mulher grávida caso você queira manter uma alimentação saudável na sua gestação.

Quando minha barriga começa a aparecer na gravidez?

O momento em que a barriga aparece pouco tem relação com seu IMC, obesidade ou excesso de peso. É verdade que nas pacientes mais magrinhas a barriga pode aparecer um pouco antes do que as que tem excesso de peso (sim a gordura acaba escondendo um pouco o útero). Mas na verdade o que faz a barriga de grávida aparecer é o tamanho (volume) uterino. Portanto as mulheres grávidas irão sentir a barriga aparecer por volta da 20a semana de gestação. Antes dessa fase o útero está abaixo da cicatriz umbilical e não é tão perceptível assim, mesmo que você já tenha ganhado alguns quilos.

É claro que o conteúdo do útero também influencia quando ele aparece ou a velocidade com que ele aumenta. Se você tem dúvidas sobre o tamanho do seu útero ou apenas quer saber quando a barriga vai aparecer recomendamos a leitura destes dois posts em nosso site:

É possível perder peso na gravidez?

Em geral não recomendamos que seja feita uma dieta com objetivo de perda de peso na gravidez. Se você está com sobrepeso iremos recomendar apenas que alimentação seja saudável e compatível com o ganho de peso que você deve ter para manter o índice de massa corporal mais próximo do adequado possível.

Se você teve até hoje uma vida sedentária e com alimentação inadequada, claro que você deve corrigir estes problemas com objetivo de levar uma gravidez o mais saudável possível. Mas esse não é o momento ideal para você virar uma atleta de elite com exercícios físicos extenuantes e uma dieta maluca. Claro que ao longo das semanas de gestação você deve tentar ter um ganho de peso compatível com o peso que você tinha antes da gravidez e com o que seria um IMC gestacional adequado e próximo do normal.

O que fazer para perder peso amamentando?

Uma boa parte do ganho de peso que você teve durante a gravidez será perdido no parto. Estima-se que cerca de 6 quilos sejam perdidos durante o parto. Sim, o bebê tem cerca de 3 quilos, mas lembre-se que você ainda tem o peso da placenta, do líquido amniótico, etc. Então pra saber o peso que você terá logo após o parto, é bastante honesto que você reduza uns 6 quilos do seu último peso gestacional.

Mas se esse peso ainda não está próximo do seu normal não se preocupe. Durante as primeiras semanas após o parto, com o início da amamentação, podemos calcular que mais algum peso será perdido pela mamãe. Além de ajudar na saúde do bebê, amamentar exclusivamente por 3 meses ajuda a perder de 5 a 6 quilos. Isso ocorre pois a produção de leite é tão complexa e intensa que consome cerca de 700 calorias por dia. Se você parar para pensar, isso é compatível com meia hora de caminhada moderada!

Além disso a amamentação também ajuda na saúde do bebê pois permite um ganho de peso adequado para o recém nascido, além de suprir ele com os nutrientes mais adequados para o seu crescimento e desenvolvimento normal nas primeiras semanas e meses de vida. Quanto maior o tempo de amamentação menor o risco também da mamãe desenvolver câncer de mama. Ou seja, a medicina já identificou diversos benefícios nesta forma de demonstrar o seu amor pelo seu bebê.

 

Assine nosso informativo e receba as novidades primeiro!

Solicite um Pré-agendamento de Exame Pré-agendamento WhatsApp