Ultrassom de terceiro trimestre, qual a sua importância?

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 26/09/2022   75 Views  

Durante a gravidez, o médico pode solicitar que você faça uma ou mais ultrassonografias. Enfim, o objetivo deste exame de pré-natal é fornecer informações sobre o seu bebê e cada um deles irá avaliar coisas diferentes ajudarão a cuidar melhor de você e do seu bebê. Nesse aspecto veremos qual a importância do ultrassom de terceiro trimestre.

Embora o ultrassom possa ser solicitado a qualquer momento da gravidez, na maior parte das vezes, é recomendado fazer pelo menos três exames durante a gestação. Estes exames são:

Nesse texto, no entanto, explicaremos a importância de fazer o terceiro e último ultrassom.

Ultrassom de Terceiro Trimestre

Médico realizando ultrassom de terceiro trimestre

O que é um ultrassom obstétrico?

Antes de mais nada vale lembrar que o exame de ultrassom obstétrico é um procedimento indolor. Ele usa ondas sonoras para produzir uma imagem ao vivo do seu bebê no útero que pode ser vista em um monitor. Essas imagens servem para ajudar o médico a avaliar a saúde e o bem-estar do seu bebê.

Com uma ultrassonografia pré-natal, é possível: 

  • Determinar a idade do seu bebê (em dias e semanas) e a data prevista para o parto;
  • Verificar o batimento cardíaco do seu bebê;
  • Observar o tamanho do seu bebê;
  • Verificar se o bebê está se desenvolvendo como deve ou se há alguma preocupação importante;
  • Verificar a quantidade de líquido amniótico ao redor do bebê;
  • Mostrar em que posição o bebê está; ou
  • Verificar se há algum problema com o útero, ovários, colo do útero ou placenta.

Apesar de todas estas variáveis serem observadas no exame pré-natal, cada época irá trazer informações diferentes e complementares. Ou seja, um exame não substitui o outro.

Durante o exame de 11 a 14 semanas, será avaliada a translucência nucal, que é um detalhe bem importante para analisar o chace do seu bebê ter alguma doença genética. Além disso o seu risco para pré-eclâmpsia também será determinado.

Por outro lado, durante o exame morfológico de segundo trimestre é a época em que a anatomia do bebê poderá ser observada em detalhe. Nessa fase o bebê tem um bom tamanho e a quantidade de líquido amniótico é ideal para a realização da ultrassonografia morfológica. Neste estudo diversos parâmetros do bebê serão avaliados.

Para que serve o terceiro ultrassom?

Na ultrassonografia de terceiro trimestre, o seu médico irá receber as seguintes informações:

  • A estimativa de peso do seu bebê;
  • A posição do bebê;
  • A quantidade de líquido amniótico em torno do bebê;
  • A localização da placenta.

Estas informações são de extrema importância para que o médico decida quais serão os passos a serem dados agora no fim da gestação.

A estimativa de peso ajuda o médico a saber se o seu bebê está crescendo de maneira adequada. Essa informação, aliada a medida da altura uterina, permitem identificar os bebês grandes e os bebês pequenos. Se o bebê estiver pequeno o médico poderá suspeitar de problemas com a placenta. Por outro lado um bebê muito grande poderá levantar a suspeita de diabetes gestacional.

É importante que você saiba que muitas vezes a imagem no terceiro trimestre de gestação é pior do que na metade da gravidez. Isso acontece por uma série de fatores, mas talvez o principal deles seja que o bebê acaba ficando apertado. Outras situações com a posição do bebê virado para dentro da barriga também podem comprometer a imagem.

Em alguns casos seu médico poderá também solicitar um exame de terceiro trimestre caso exista alguma suspeita de sofrimento fetal. Frequentemente nestes casos o obstetra irá adicionar ao exame obstétrico um estudo Doppler. Afinal ele é que irá permitir a avaliação do fluxo sanguíneo do bebê permitindo assim identificar como está o funcionamento da placenta.

A avaliação do líquido amniótico no ultrassom de terceiro trimestre

O líquido amniótico é fundamental para proteção e desenvolvimento do bebê. Já de longa data sabemos que alterações no volume de líquido podem estar associadas a problemas.

O exame de ultrassom ainda não consegue calcular o volume total de líquido dentro da bolsa amniótica. Por isso o médico avalia o líquido amniótico por métodos chamados semi-quantititativos.

Um método semi-quantitativo é uma maneira de obter um resultado aproximado de alguma avaliação. Nesse sentido, existem basicamente 2 metodologias para avaliar o líquido amniótico no exame de ultrassom.

A primeira é chamada de medida do maior bolsão. Em síntese, neste método avaliamos, em apenas uma imagem, a medida ântero-posterior do maior bolsão de líquido amniótico e consideramos normal quando este resultado encontra-se entre 2 e 8 cm.

A segunda maneira é a chamada índice de líquido amniótico e consiste em dividir o útero em 4 quadrantes, somando o maior bolsão de cada um destes quadrantes. O resultado geralmente está entre 8 e 22 cm.

A avaliação do bem estar fetal

No terceiro trimestre existe também uma preocupação com com a vitalidade do bebê. Nessa reta final muitas vezes existe uma preocupação pois caso exista algum indício de problemas o obstetra poderá optar por antecipar o parto.

Nesse aspecto, o médico poderá solicitar dois exames de ultrassom diferentes:

  • O Perfil Biofísico Fetal;
  • A Dopplerfluxometria obstétrica.

Estes estudos irão trazer informações importantes sobre o bem estar do bebê dentro do útero.

Quando é feito o ultrassom de terceiro trimestre?

O terceiro ultrassom é feito no terceiro trimestre da gestação, geralmente entre 28 e 32 semanas. Mas lembre-se de que o médico pode solicitar uma ultrassonografia em qualquer momento da gravidez, a depender da necessidade de cada caso.

Por que o terceiro e último ultrassom é importante?

Além de avaliar o tamanho e o crescimento do feto, o terceiro ultrassom desempenha funções importantes. Portanto ele não deve ser negligenciado. Afinal ele permite a detecção de anormalidades fetais, avaliação da placenta e do líquido amniótico, a posição do feto e até mesmo benefícios psicossociais. Como exemplo podemos citar a atresia de esôfago. Por vezes as alterações de líquido amniótico provocadas pela obstrução no esôfago só podem ser vistas no ultrassom de terceiro trimestre.

A ultrassonografia no terceiro trimestre pode ajudar a detectar anormalidades que não foram diagnosticadas no segundo trimestre. Da mesma forma ajuda a diagnosticar aquelas que só se desenvolvem no terceiro trimestre, como acondroplasia (nanismo) ou lisencefalia.

O exame também pode verificar a localização da placenta, o líquido fetal e a posição do feto. Além disso, vários médicos recomendam essa ultrassonografia porque traz benefícios psicossociais: ajuda a promover o vínculo materno e a reduzir a ansiedade ou o estresse com relação ao bem-estar do bebê.

Quando é feito o exame pré-natal de 3D?

A princípio o ultrassom 3D não é um exame de rotina do pré-natal. E geralmente quando você está realizando o exame de terceiro trimestre a imagem já não é a ideal! Então, para saber o melhor momento de realizar um exame de 3D veja nosso post sobre o ultrassom 3D/4D.

Conclusão

Como podemos ver, o ultrassom do terceiro trimestre é importante para o bem-estar tanto do bebê quanto da mamãe, contribuindo com informações que permitem que o médico cuide melhor de ambos.

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 26/09/2022   75 Views