Translucência nucal quando fazer?

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 14/07/2022   147 Views  

A translucência nucal é um teste de triagem usado para avaliar o risco de síndrome de Down e outras anormalidades cromossômicas. O exame de translucência nucal é normalmente realizado entre 11 semanas e 14 semanas de gravidez. Este teste é bastante preciso, mas não é diagnóstico.

Quando medir a translucência nucal

Como é feita a medida da translucência nucal.

O que é a translucência nucal?

A translucência nucal é o espaço subcutâneo que pode ser observado em todos os fetos. Ele é preenchido com fluido e fica na parte de trás do pescoço do feto. A medida da espessura da translucência nucal pode dar informações importantes sobre o risco de certas anormalidades cromossômicas, como a síndrome de Down.

Este exame é essencial para as mulheres que estão gestando depois dos 40 anos de idade, uma vez que o risco de anomalias cromossômicas aumenta com a idade materna.

Como é medida a translucência nucal?

A translucência da nucal é medida por ultrassom. O exame geralmente é realizado pela via abdominal, mas pode ser necessário complementar com o ultrassom transvaginal em algumas situações. Especialmente quando a imagem pelo abdômen está ruim ou a posição que o feto se encontra é desfavorável.

É um exame como qualquer outro exame de ultrassom e não necessita de preparo prévio. Habitualmente dura cerca de 10 a 20 minutos para que o médico consiga medir a nuca do bebê.

O resultado do exame é expresso em milímetros. Ou seja, a medida será, por exemplo 1,3 mm.

Quando a translucência nucal está aumentada?

Atualmente não se considera um ponto de corte único para a medida da translucência nucal. Aceita-se que ela varia com a idade gestacional entre 2,1 mm com 11 semanas até cerca de 2,8 mm com aproximadamente 14 semanas. Veja os intervalos de referência para a medida da translucência nucal. A maneira mais utilizada para expressar o resultado do exame é na forma de risco. Por exemplo, o resultado será de 1 em 500 (a cada 500 casos semelhantes ao seu, há um bebê com síndrome de Down e outros 499 normais).

Caso você queira calcular o seu risco individual temos uma calculadora de risco para Síndrome de Down. Ela pode ser utilizada com poucos dados como a data de nascimento da mãe e a medida do bebê e da translucência nucal.

Afinal, quando devo fazer o exame de translucência nucal

Você será orientada a fazer o exame entre 11 e 14 semanas de gestação. Mas na verdade, do ponto de vista técnico, para sabermos se está na época correta precisamos medir o comprimento cabeça-nádegas do bebê. O exame deverá ser realizado quando o bebê tem entre 45 e 84 mm de comprimento cabeça-nádegas.

Habitualmente o médico que realiza o exame prefere fazê-lo no fim da 12a semana ou início da 13a semana. Nessa fase como o bebê está um pouco maior é mais fácil para examinar algumas estruturas. Além disso muitas vezes já é possível dar um bom palpite no sexo do bebê.

Como já vimos, o teste de translucência nucal é um teste de triagem para anormalidades cromossômicas. Ou seja, não nos dará uma resposta definitiva se nosso bebê tem ou não tem síndrome de Down. Se você estiver em alto risco (1 em 100 ou mais), seu médico pode recomendar outros testes, como a amniocentese. A amniocentese é um teste de diagnóstico que pode confirmar se o bebê tem ou não a síndrome de Down.

O teste de translucência nucal é um exame muito importante e seu desempenho deve ser reservado a operadores qualificados. As máquinas utilizadas devem ser submetidas a um controle de qualidade periódico e o operador deve participar de cursos de treinamento específicos.

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 14/07/2022   147 Views