Momento Ideal para o Parto Planejado de Gestações Gemelares Monocoriônicas e Dicoriônicas Não Complicadas

Categorias: Artigos, Médicos
Data: 12/09/2014   3637 Views  

gemeos2_911700da2d275e2ac2934e135a967788

Objetivo

Determinar o momento ideal para o parto planejado de gestações gemelares monocoriônicas e dicoriônicas não complicadas.

Veja Também: Nomeação dos Gêmeos ao Ultrassom e Quais são os tipos de gestação gemelar.

Método

Gestações gemelares não selecionadas foram recrutadas para um estudo de coorte prospectivo (N = 1.028), que foi realizado em oito centros de referência terciária perinatal na Irlanda. A mortalidade perinatal e uma medida composta de morbidade perinatal (que incluiu dificuldade respiratória, enterocolite necrosante, encefalopatia hipóxica isquêmica, leucomalácia periventricular e/ou sepse) foram comparadas entre gemelares sem complicações que foram submetidos a parto pré-termo planejado, gêmeos monocoriônicos que continuaram no útero além de 34 semanas de gestação e gêmeos dicoriônicos que continuaram além de 36 semanas de gestação.

Resultados

Os resultados perinatais foram registrados em 100% dos 1.001 pares de gêmeos que completaram o estudo (n = 200 monocoriônicas e n = 801 dicoriônicas). A mortalidade perinatal global foi de 30 por 1.000 em gêmeos monocoriônicos e 3,8 por 1000 entre gêmeos dicoriônicos. O risco potencial de morte no útero foi de 1,5% após 34 semanas de gestação sem complicações para a gravidez monocoriônica e 0 (zero) entre gêmeos dicoriônicos após 33 semanas de gestação sem complicações. O risco relacionado à medida composta de morbidade perinatal para gêmeos não complicados monocoriônicos caiu de 41% (13/32 recém-nascidos, 06/03 entre partos eletivos) com 34 semanas e para 5% (4 / 84) com 37 semanas (P < .001). Entre gêmeos dicoriônicos, o risco de morbidade caiu de 4% (2 / 52) entre partos eletivos com 36 semanas para 1% (5 / 344) em gestações continuando até 38 semanas (P =. 231).

Conclusões

Aplicando uma estratégia de vigilância fetal, a morbidade perinatal pode ser minimizada, permitindo que gestações monocoriônicas não complicadas continuem até 37 semanas de gestação e os gestações gemelares dicoriônicas até as 38 semanas de gestação. Entre gêmeos monocoriônicos, esta abordagem deve ser equilibrada com um risco de 1,5% de morte intra-útero tardia (após 34 semanas).

Nível de Evidência: II
box_infoBreathnach, Fionnuala M. MD; McAuliffe, Fionnuala M. MD; Geary, Michael MD; Daly, Sean MD; Higgins, John R. MD; Dornan, James MD; Morrison, John J. MD; Burke, Gerard MRCOG; Higgins, Shane MRCOG; Dicker, Patrick PhD; Manning, Fiona PhD; Carroll, Stephen MD; Malone, Fergal D. MD; for the Perinatal Ireland Research Consortium Optimum Timing for Planned Delivery of Uncomplicated Monochorionic and Dichorionic Twin Pregnancies. Obstetrics & Gynecology. 2012 Jan;119(1):50-59.

Categorias: Artigos, Médicos
Data: 12/09/2014   3637 Views