Ducto Venoso

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 01/10/2018   80 Views  

Ducto venoso hepático (Arantius) é um vaso sanguíneo fetal. Ele é a continuação da veia umbilical com a veia cava inferior. Posteriormente ao nascimento, oblitera-se, formando o ligamento venoso. Por meio dele, o sangue rico em oxigênio, proveniente da veia umbilical, chega ao átrio direito. Em seguida, pelo forame oval, ganha o átrio esquerdo e a circulação sistêmica, favorecendo o fluxo para o cérebro fetal. Além disso, em obstetrícia, a ultrassonografia Doppler tem sido amplamente utilizada para se examinar o sistema arterial fetal.

Em resumo o ducto venoso é um vaso que leva sangue oxigenado da veia umbilical para o cérebro fetal.

ducto venoso

Ducto venoso (assinalado em amarelo). Abaixo seu traçado com as ondas S (sístole ventricular), D (diástole ventricular) e a (contração atrial).

Enquanto o ducto venoso é uma comunicação normal entre a veia umbilical e a veia cava inferior no período fetal, o seu fluxo reflete o que está acontecendo no compartimento cardíaco. Como grande parte dos fetos com síndrome de Down possui algum tipo de doença cardíaca, provavelmente a disfunção cardíaca nesses pacientes seria a responsável pela alteração no fluxo do ducto venoso.

Ducto Venoso no Rastreamento de Cromossomopatias

O aumento da impedância ao fluxo no ducto venoso fetal entre 11-13 semanas de gestação está associado a aneuploidias fetais, defeitos cardíacos e outros resultados adversos da gravidez. A maioria dos estudos que examinam o fluxo do ducto venoso classificou as formas de onda como normais, quando a onda a observada durante a contração atrial é positiva ou anormal, quando a onda a está ausente ou invertida. Entretanto a alternativa preferida na estimativa de riscos específicos do paciente para complicações na gravidez é a medida do índice de pulsatilidade para veias (PIV) como uma variável contínua.

A inclusão do fluxo sanguíneo do ducto venoso no rastreio combinado no primeiro trimestre melhora a taxa de detecção da trissomia 21 para cerca 90% a 95% para uma taxa de falsos positivos de 3%.

Veja também

Referências

  1. Ductus Venosus in the First Trimester: Contribution to Screening of Chromosomal, Cardiac Defects and Monochorionic Twin Complications
  2. The role of ductus venosus Doppler flow in the diagnosis of chromosomal abnormalities during the first trimester of pregnancy

 

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 01/10/2018   80 Views