02ª Semana

Categorias: Gestantes, Gravidez Semana a Semana
Data: 01/09/2016   6626 Views  

Já estamos chegando perto do momento da concepção do bebê, mas até agora ele ainda não existe, portanto continuamos falando apenas da mamãe e do papai!

A futura Mamãe

Nesse momento o útero estará sofrendo profundas modificações para receber o futuro embrião em desenvolvimento. Ele está sendo preparado para abrigar o futuro bebê. O revestimento interno do útero (chamado de endométrio) torna-se espessado e ricamente vascularizado, sob a ação dos hormônios produzidos pelos ovários.

O óvulo já está quase pronto para abandonar o ovário e seguir pela trompa ao encontro dos espermatozóides; o tão esperado momento da fecundação. Entre os dias 12 e 16 do ciclo (para mulheres com ciclo regular de 28 dias) você já deve saber o que fazer. Deixe a coisa acontecer, a natureza é sábia.

Para mulheres com ciclos de duração diferente é um pouco diferente para saber o período fértil. A primeira metade do ciclo (antes da ovulação) pode variar de mulher para mulher. Entretanto a segunda metade é regular e tem cerca de 14 dias. Portanto se você menstrua a cada 35 dias, o seu período fértil será 35 menos 14, ou seja, 21 dias.

Mulheres com irregularidade menstrual, quando é difícil determinar a duração do ciclo, não é possível prever quando vai ocorrer a ovulação. Eventualmente seu médico poderá solicitar exames para determinar o seu período fértil.

O Futuro Papai

Apesar dessa ser a melhor parte da sua atuação na gravidez, é importante lembrar que a sua participação não termina aqui!! Ainda tem muito chão para rolar!!

O que implica a maternidade/paternidade?

Nessa altura, as imagens cor-de-rosa criadas durante a infância e adolescência dão lugar a uma realidade bem mais crua e cansativa. Ser mãe é nunca ter tempo, dinheiro, apoio e preparação suficientes para tomar conta de um bebê. Ser mãe é desdobrar-se em quatro, sem nunca poder respirar para recarregar energias.Mas o pior de tudo é, mesmo sendo mãe, nunca conseguir evitar este ou aquele erro que põe em causa o seu desempenho em prol do filho.

Os homens também não estão melhor neste campo. Também eles sofrem como ninguém quando assumem a paternidade tal qual ela deve ser assumida – de forma responsável e plena. Para ambos os elementos do casal, o bebê passa a ser a única prioridade, em detrimento, muitas vezes, de outras áreas, até então vitais, da sua vida. É o caso, por exemplo, da profissão.

No fundo, é este o truque: tomar a decisão de ter ou não ter filhos implica uma grande dose de reflexão e bom senso!

Categorias: Gestantes, Gravidez Semana a Semana
Data: 01/09/2016   6626 Views