O que é Vasa Prévia?

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 10/06/2020   181 Views  

Vasa prévia é uma complicação bastante rara, mas grave, da gravidez. Na vasa prévia, alguns dos vasos sanguíneos do cordão umbilical fetal ficam muito perto  ou atravessam o orifício interno do colo uterino. Esses vasos estão entre as membranas, desprotegidos da geléia de Wharton. Dessa forma, existe o risco dos vasos se romperem quando a bolsa estourar.

Diagrama Vasa Prévia

Em termos de risco, 56% das vezes que a vasa prévia que não é diagnosticada no pré-natal resulta em natimortos.  Essa alta mortalidade é atribuída à rápida exsanguinação fetal resultante do rompimento dos vasos quando o colo do útero se dilata e as membranas rompem, rasgando assim os vasos sanguíneos. No entanto, quando a condição é detectada na gravidez, as chances de sobrevivência do feto aumentam para 97%.

Vasa Prévia - Foto

Imagem de placenta com inserção velamentosa do cordão. Observe que parte dos vasos do cordão estão inseridos nas membranas, sem a proteção da Geléia de Wharton.

Como é feito o diagnóstico da Vasa Prévia?

A vasa prévia é assintomática. Ou seja, não existem sintomas específicos da vasa prévia. Entretanto, algumas situações devem alertar para a possibilidade desse problema. A principal situação associada com a vasa prévia é a placenta prévia.

Portanto, todos os sangramentos da segunda metade da gravidez devem fazer suspeitar da possibilidade de uma implantação anômala do cordão. O melhor método para diagnosticar a vasa prévia é o ultrassom transvaginal. No ultrassom transvaignal com Doppler é possível ver os vasos correndo sobre o orifício do colo uterino.

Vasa Prévia

Imagem de ultrassom de vasa prévia. O vaso do cordão passa sobre o orifício interno do colo uterino.

Quem corre risco de ter Vasa Prévia?

A vasa prévia pode ocorrer em qualquer gestação, entretanto em algumas situações sabemos que este risco é maior. As situações frequentemente associadas a Vasa Prévia são:

  • Placenta baixa (placenta prévia)
  • Gestações por fertilização in vitro
  • Gestações múltiplas
  • Cesárea anterior ou cirurgia uterina prévia
  • Placenta bilobulada ou sucenturiada

Como é feito o tratamento para Vasa Prévia?

Não existe tratamento específico para Vasa Prévia. Quando ela é diagnosticada no período pré-natal o objetivo do manejo é realizar o parto por cesárea ANTES do trabalho de parto ou da rotura das membranas. Portanto, se você tem o diagnóstico de vasa prévia possivelmente terá uma cesárea agendada por volta de 36 semanas de de gestação.

Referências

  1. Derbala, Y et al. Vasa Previa. J Prenat Med. 2007 1(1). https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3309346/
  2. International Vasa Previa Foundation. http://vasaprevia.com
Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 10/06/2020   181 Views