Febre na Gravidez: Tudo o que precisa de saber

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 30/05/2022   251 Views  

A febre na gravidez é uma condição de que não se fala frequentemente. Entretanto pode ser um problema grave tanto para a mãe como para o bebê. Neste post, discutiremos o que é a febre de gravidez, o que a causa, e como tratá-la. Daremos também algumas dicas para se manter você e o seu bebê em segurança durante a gravidez.

Febre na Gravidez

Febre nada mais é do que quando o corpo atinge uma temperatura maior do que 38 °C. Associado ao aumento da temperatura do corpo da mulher geralmente temos sintomas de mal estar, dores e indisposição. Este quadro clínico é chamado de síndrome febril.

Esse quadro clínico pode ter diversas etiologias. Por exemplo, infecções por vírus ou bactérias podem causar elevação da temperatura do corpo da mulher. Portanto se você tem uma infecção viral, como um simples resfriado, isso ser a causa da sua febre. Além das infecções as doenças autoimunes, como a artrite reumatóide, também podem estar associadas ao quadro febril. Não podemos esquecer também que se você usa alguma medicação ela também pode ser uma das causas do seu aumento de temperatura corporal.

Como devo fazer para medir a temperatura corretamente?

A temperatura corporal pode ser aferida em diferentes locais. Os mais usuais são as axilas, a testa, a boca, o ouvido ou o reto. O ponto de corte para dizermos que a pessoa tem febre pode variar conforme o local onde a temperatura está sendo checada. Os pontos de corte são:

  • Axila, testa ou boca: habitualmente considera-se febra quando temperatura está acima de 38 °C.
  • Reto ou ouvido: aqui o ponto de corte é ligeiramente mais alta, sendo febre quando a temperatura está 38,3 °C ou maior.

Os termômetros mais confiáveis são aqueles analógicos com mercúrio. Apesar de serem mais precisos é um pouco mais demorado para obter o resultado e por vezes pode ser difícil de fazer a leitura.

Como a febre pode afetar o bebê?

Apesar de existirem alguns trabalhos relatando um maior risco de malformações fetais quando a mãe apresenta quadros febris no início da gravidez, isto parece não se confirmar em estudos maiores.

A febre durante a gravidez também pode ser um sinal de algumas doenças infecciosas que podem ser transmitidas ao bebê, tais como a toxoplasmose ou a infecção por citomegalovírus.

É importante lembrar que estas infecções são geralmente adquiridas pela mãe antes da gravidez, e que durante o pré-natal o seu médico irá solicitar logo nas primeiras semanas de gestação exames para identificar estas doenças.

Estou com febre, preciso buscar atendimento médico?

Caso você tenha febre, associada ou não a outro sintoma, recomendamos que converse com o seu médico o mais brevemente possível.

Assim como a febre pode ser algo passageiro e sem maior importância, também pode ser sinal de alguma infecção e manter o seu médico informado sobre este sintoma é importante.

Eventualmente seu médico poderá solicitar exames para ajudar a identificar a causa da febre. Você deve buscar ajuda médica principalmente se apresentar um dos sintomas abaixo:

  • Febre mas não tem nenhum outro sinal que sugira um resfriado.
  • Se você apresenta sinais de febre por mais de 24 horas
  • Calafrios muito importantes
  • Sinais de desidratação (sede intensa, redução do volume de urina, urina escura)
  • Corrimento vaginal em quantidade aumentada ou com odor fétido
  • Se você tem alguma doença crônica como a asma ou diabetes
  • Caso perceba alguma redução na movimentação fetal

Se tiver algum destes sintomas, procure atenção médica o mais rapidamente possível.

A febre durante a gravidez é geralmente benigna e auto-limitada, mas também pode ser um sinal de alguma condição mais grave. É por isso que é importante manter o seu médico informado sobre este sintoma.

Quais remédios para febre podem ser usados na gravidez?

Como cuidados gerais é sempre importante manter-se hidratada, por isso tomar bastante água é uma das medidas mais importantes. Além disso medidas não farmacológicas como um banho com água fria também pode ajudar a baixar a temperatura sem trazer nenhum risco para a futura mamãe ou bebê.

É sempre importante buscar a causa da febre, pois se é uma infecção bacteriana, como uma infecção de urina, o seu médico poderá prescrever antibióticos. Já para a maioria das infecções virais não há tratamento específico e muitas vezes você terá que esperar a infecção curar sozinha usando apenas medicamentos para aliviar os sintomas da infecção.

Do ponto de vista medicamentoso o seu médico poderá prescrever paracetamol ou eventualmente dipirona pois estes medicamentos são seguros para o uso durante a gravidez. Evite usar o ibuprofeno pois ele deve ser evitado durante a gestação. O ibuprofeno quanto usado no terceiro trimestre poderá provocar problemas nos rins ou coração fetal.

É possível previnir quadros febris durante a gestação?

A melhor maneira de prevenir a febre é evitar infecções. As medidas preventivas eficazes incluem o seguinte:

  • Lavar as mãos com frequência
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes sempre que possível
  • Tomar a vacina contra a gripe

Febre e o COVID-19 na Grávida

Se você tem sintomas de febre, tosse ou alterações na percepção de odores é importante verificar a possibilidade de infecção pelo vírus SARS-CoV-2. Converse com seu médico para identificar a infecção o mais breve possível.

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 30/05/2022   251 Views