Síndrome do Alcoolismo Fetal (SAF)

Categorias: Artigos, Médicos
Data: 20/07/2019   346 Views  

Síndrome do alcoolismo fetal ocorre quando a mulher ingere álcool na gravidez. O consumo de álcool durante a gestação, não é novidade, traz inúmeros riscos – já comprovados cientificamente – para o bebê. Por isso, a maioria dos obstetras é totalmente contra, independentemente da quantia ou do trimestre em que a grávida está. Além do álcool outras substâncias não devem ser utlilizadas durante a gravidez.

A SAF é o transtorno mais grave do espectro de desordens fetais alcoólicas (fetal alcohol spectrum disorders – FASD) e constitui um complexo quadro clínico de manifestações diversas que podem ocorrer em quem cuja mãe consumiu bebida alcoólica durante a gestação. Os efeitos decorrem da interferência na formação cerebral, em especial na proliferação normal e migração dos neurônios que não se desenvolvem completamente em certas estruturas e podem acarretar alterações congênitas, anomalias do sistema nervoso central, retardo no crescimento e prejuízos no desenvolvimento cognitivo e comportamental.

De fato, o consumo de álcool por gestantes pode provocar desde disfunções mais sutis até o quadro completo da SAF, passando por parto prematuro, aborto, morte fetal e uma série de deficiências físicas, comportamentais, cognitivas, sociais e motoras, além de outras dificuldades ao longo da vida. Entretanto, por motivos ainda desconhecidos pela ciência, nem todas as crianças nascidas de mães que consumiram álcool no período gestacional desenvolvem os seus efeitos deletérios.

Prevalência

Acredita-se que a prevalência seja em torno de 1 a 2 casos para cada 1.000 nascidos vivos, sendo mais frequente por exemplo que outros distúrbios como a Síndrome de Down e a Mielomeningocele. Com essa prevalência, espera-se no Brasil o nascimento de 1.500 a 3.000 novos casos por ano.

Para prevenção basta evitar o consumo de álcool no período peri-concepcional e durante a gestação.

Quadro Clínico de Síndrome do Alcoolismo Fetal (SAF)

Para a identificação e diagnóstico da SAF é necessário a presença de achados em 3 categorias primárias: (1) Alterações Faciais; (2) Restrição de Crescimento Intrauterino ou pós-natal e (3) alterações do Sistema Nervoso Central.

síndrome do alcoolismo fetal

Quadro Clínico SAF

Tratamento

Não existe tratamento específico. Entretanto os cuidados gerais tomados com crianças apresentando SAF são capazes de minimizar os danos da doença. O diagnóstico precoce é de extrema importância para que melhores resultados sejam obtidos.

Referências

  1. SBP divulga vídeos de alerta contra a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF)
  2. Manual MSD – Síndrome alcoólica fetal
Categorias: Artigos, Médicos
Data: 20/07/2019   346 Views