Existe uma idade certa para congelar os óvulos?

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 07/08/2022   29 Views  

São muitos os perfis de mulheres que possuem dúvidas ou problemas que as impedem de engravidar mais jovens. 

Daí surge a incerteza sobre a idade certa para congelar os óvulos. Porque em muitos casos, como pacientes oncológicas, mulheres em dúvida sobre filhos, entre outros, é importante usar o tempo ao seu favor.

As mulheres já nascem com uma reserva ovariana

Diferente do que acontece na dinâmica masculina de reprodução, as mulheres já nascem com uma reserva pronta de óvulos a serem amadurecidos e liberados. Isso quer dizer que, após a primeira menstruação, a cada mês essa reserva vai reduzindo até o momento da menopausa.

Fertilidade e Idade da Mulher

Reserva Ovariana e perda de óvulos ao longo da vida da mulher.

Os especialistas em reprodução humana entendem que antes mesmo da menopausa a fertilidade da mulher pode estar chegando ao fim. Cerca de 10 anos antes da menopausa acontecer, a fertilidade já começa seu declínio.

Por isso a importância de realizar o congelamento de óvulos em uma época onde a quantidade de óvulos é boa e também a qualidade deles é adequada. Dessa forma o congelamento de óvulos é mais recomendado antes dos 35 anos de idade.

A quantidade de óvulos também é varia de mulher para mulher. Algumas podem chegar em determinada idade com muitos óvulos e outras com a mesma idade podem ter poucos óvulos. Esse contexto impacta de maneira significativa na fertilidade feminina, não apenas por quantidade, como também qualidade desses óvulos.

Chance de Gravidez e Aborto

Chance de gravidez e risco de aborto, conforme a idade da mulher. Note que quanto maior a idade menor é a chance de gravidez e maior o risco de aborto.

Conforme pode ser observado no gráfico acima, quanto maior a idade da mulher, menor a chance de gravidez e maior o risco de aborto. Isto ocorre por que com o passar do tempo a qualidade dos óvulos é pior. Portanto, mesmo mantendo relações no período fértil a chance de gravidez é consideravelmente menor com o aumento da idade da mulher.

Existem duas teorias para tentar explicar essa redução na qualidade dos óvulos. A primeira é que como a mulher já nasce com todos os óvulos, ao longo da vida eles são expostos a radiação e substâncias teratogênicas. Portanto os óvulos que serão ovulados no fim da vida reprodutiva sofreram maior exposição a teratógenos.

Outra teoria é que os óvulos de melhor qualidade possivelmente respondem melhor ao estímulo, e portanto são liberados no início da vida reprodutiva. Nos últimos anos infelizmente acabam restando os de pior qualidade.

Por estes motivos você deve escolher o momento certo para o congelamento de óvulos. A demora em procurar um especialista em reprodução humana poderá comprometer a chance de sucesso em um tratamento de fertilização in vitro.

A idade certa para congelar os óvulos

A menopausa habitualmente ocorre entre 45 e 55 anos. Entretanto, d maneira geral, a fertilidade já começa a declinar 10 anos antes. É uma idéia equivocada pensar que a fertilidade acaba apenas na menopausa. Na verdade algumas mulheres já não conseguem mais engravidar ainda mesmo quando estão menstruando.

Conforme os anos se passam, reduzem as chances da concepção, principalmente se a vida foi na sua maior parte cheia de hábitos ruins. Fumar, usar drogas ou bebidas alcoólicas por exemplo são fatores que podem reduzir a fertilidade da mulher.

Então, a idade recomendada para congelamento é de até 35 anos. Quanto mais tarde, menor a chance de obter sucesso na captação de um óvulo para congelamento e menor a chance de gravidez futura utilizando este óvulo.

Quando o congelamento de óvulos está indicado?

Hoje, em função do fácil acesso a métodos anticoncepcionais, e como os casais tendem a adiar a primeira gestação, muitas mulheres acabam por engravidar após os 30 anos. O grande problema do ponto de vista reprodutivo é que a fertilidade nesta fase já pode estar em declínio. Portanto, o principal motivo que leva a paciente a congelar óvulos é o seu desejo em postergar a gravidez para uma idade mais avançada.

Além disso, outros motivos para o congelamento de óvulos são:

  • Histórico familiar de menopausa precoce;
  • Falência ovariana precoce;
  • A necessidade de tratamento para câncer;
  • Congelamento de óvulos que sobraram de uma coleta de um ciclo de fertilização in vitro.

Independente do motivo que leva a paciente a optar pelo congelamento de óvulos recomendamos sempre a procura de uma equipe especializada para orientação e para que se obtenha o melhor resultado possível.

Quanto mais tarde, menor quantidade e qualidade alertam os especialistas em reprodução humana

Os óvulos ficam na reserva, nos ovários, até que o momento certo do ciclo menstrual aconteça, em que hormônios e outras substâncias são produzidas para amadurecer o próximo óvulo a ser liberado. Quando um óvulo é liberado, chamamos de ovulação. Com o tempo, não é apenas a reserva que vai reduzindo.

A qualidade desses óvulos também diminui, possivelmente por dois motivos, como citamos anteriormente. Os óvulos de melhor qualidade respondem melhor ao estímulo hormonal e por isso acabam sendo ovulados primeiro. Em segundo lugar os óvulos que são liberados no fim da vida reprodutiva tiveram maior tempo de exposição a teratógenos.

O resultado disso é que os óvulos nos últimos anos de fertilidade têm uma qualidade inferior àqueles produzidos e liberados quando as mulheres estão mais jovens.

O momento de fazer a coleta

Você pode ter observado uma imensidão de mulheres ao seu redor após os 35 anos que engravidaram naturalmente, inclusive sem planejamento. Isso pode acontecer, é muito comum, mas não quer dizer que todas as mulheres podem esperar esse tempo.

Como dissemos antes, quantidade e qualidade dos óvulos diminuem. Então, não se engane sobre a idade dos 35 anos, é uma alternativa para realizar uma coleta com óvulos enquanto eles podem apresentar uma qualidade maior e mais chances de gerar embriões saudáveis. 

Como é o procedimento de congelamento de óvulos

A coleta de óvulos é realizada após a estimulação ovariana por meio de medicamentos. É o que chamamos de ciclo artificial. Após o início da menstruação há uma análise do útero e administração de hormônios para estimular o ovário a produzir óvulos maduros. Todos este processo é acompanhado com um exame de ultrassonografia chamado de controle de ovulação.

Quando os óvulos estiverem maduros o especialista em reprodução humana irá fazer a coleta do maiso número possível de óvulos. Esta coleta é realizada pela via transvaginal. O médico irá realizar uma ultrassonografia transvaginal e utilizando uma pequena agulha irá puncionar o folículo ovariano para aspirar o óvulo.

Coleta de óvulos para congelamento

Procedimento de coleta de óvulos sendo realizado por meio da ultrassonografia transvaginal.

A coleta é um pouco desconfortável e eventualmente a mulher poderá ter um pouco de dor abdominal após o procedimento. Entretanto este processo habitualmente não traz riscos para a mulher.

O número de óvulos que serão congelados depende da resposta ovariana. Em mulheres que tiveram uma boa resposta o número de óvulos captados será maior do que em mulheres que tem uma resposta ruim.

Os óvulos captados são colocados em nitrogênio líquido a 196ºc negativos para o congelamento onde podem ser armazenados por cerca de 10 anos. Esta técnica é chamada de vitrificação dos óvulos.

Quanto tempo os óvulos podem ficar congelados antes da fertilização in vitro

Em tese não há limite de tempo para o armazenamento dos óvulos congelados em nitrogênio líquido. Entretanto recomenda-se que o óvulo seja utilizado em no máximo 10 anos após o seu congelamento. O congelamento de óvulos já existe a cerca de 30 anos, e tornou-se uma técnica mais popular de reprodução assistida nos últimos 15 anos.

A técnica de vitrificação dos óvulos permitiu que as perdas destes óvulos durante o processo de congelamento e descongelamento fique em torno de 5%. Isto também ajudou a popularizar o método para a paciente com baixa reserva ovariana que deseja guardar seus óvulos para realizar uma fertilização in vitro (FIV) em outro momento da sua vida, com óvulos congelados.

Qual a chance de engravidar a partir de óvulos congelados

A chance de obter sucesso com uma gestação a partir de óvulos congelados é em torno de 5 a 6%. Ou seja, a chance é baixa. Não basta ter um óvulo guardado para garantir uma gestação. Numa conta simples, seria necessário cerca de 10 óvulos guardados para se ter uma chance de cerca de 50% de gestação.

Apesar da chance de gestação aumentar com o número de óvulos congelados, obviamente este número jamais cegará a 100%. Portanto, a maneira mais segura de engravidar é naturalmente, preferencialmente antes dos 34 anos.

Quanto custa o congelamento de óvulos

O congelamento de óvulos tem um valor razoavelmente alto. Isso decorre da necessidade do uso de medicações para a estimulação ovariana, do processo de coleta dos óvulos e seu congelamento. Todo esse procedimento inicial tem um custo aproximado de 20 mil reais.

Depois há necessidade do armazenamento e guarda destes óvulos por uma empresa habilitada. O custo é cobrado na forma de anuidade e é de aproximadamente mil reais.

Existe a possibilidade de realizar o procedimento pelo SUS ou gratuitamente?

Em função do alto custo dos tratamentos de preservação de fertilidade, como o congelamento de óvulos, eles habitualmente não são disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) de uma maneira ampla.

Em São Paulo, o Hospital Pérola Byington, centro de referência da saúde da mulher, possui serviço de referência em reprodução assistida e dispõe do serviço de congelamento de óvulos. Para participar do programa é necessário que a paciente seja encaminhada pela unidade básica de saúde.

Além disso, algumas clínicas de reprodução humana também dispõem de programas onde, através da doação de óvulos uma mulher pode conseguir subsidiar o seu tratamento de preservação de fertilidade.

Agora você sabe a idade certa para congelar óvulos, sendo importante avaliar diversas questões sobre o assunto. Quanto mais você aprende, melhor será na hora de tomar decisões como essas.

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 07/08/2022   29 Views