Animais de Estimação durante a Gravidez

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 07/11/2020   116 Views  

Uma das maiores preocupações que algumas mulheres têm ao engravidar é em relação aos animais de estimação, principalmente os cães e os gatos. Isso porque os pets ganharam cada vez mais espaço dentro das casas das pessoas, tornando-se assim, membros da família.

Com isso, principalmente quem já é tutora de um animalzinho, ao engravidar se vê em um dilema e surge a dúvida se gravidez e animais de estimação podem causar algum problema. Lamentavelmente ainda existem os que abandonam o pet sem nem ir a um veterinário ou uma petshop. E isso pode ser uma experiência negativa para o animal e para a família também.

Mas hoje, com as orientações corretas e tomando os cuidados indicados, é possível que se tenha uma gravidez com animais de estimação em casa. Confira a seguir, alguns pontos importantes para entender como conviver de forma saudável com os animais. Especialmente nesse momento da gravidez, tendo pets em casa.

Pets e Animais de Estimação na Gravidez

Cuidados entre a gestante e os pets

Antigamente, muitos médicos acreditavam que os animais de estimação poderiam fazer mal a uma gravidez. Porém, hoje esse conceito deixou de existir. É improvável que um animal bem cuidado traga algum prejuízo para a gestação.  Você pode confirmar essa informação com seu médico.

Além disso, quando a pessoa já possui um pet e engravida, o animal percebe o estado da tutora e demonstra na maioria das vezes, atitudes de afeto e carinho. Por isso os animais de estimação, tanto gatos como cachorros, oferecem benefícios tanto para a futura mamãe como para a criança que vai chegar.

Afinal transmitem ao ambiente uma sensação muito grande de companheirismo. Além disso, quando uma criança convive com os animais, ganha uma imunidade muito maior do que aqueles não possuem pets. Apesar de tantos benefícios, alguns cuidados com a saúde são necessários, principalmente com a higiene e saúde dos próprios animais. Para entender tudo sobre gravidez e animais de estimação, confira abaixo:

Vacinação do pet

Antigamente os pets eram vacinados em petshops somente nas campanhas contra a Raiva, e com isso muito morriam doentes. Mas essa situação mudou drasticamente. Hoje, assim como acontece com os humanos, diversas empresas no ramo animal investiram em vacinas que previnem muito tipos de doenças.

Com isso, os pets são vacinados todos os anos e cada vez mais convivem com seus tutores em todos os ambientes da casa.

Sendo assim, a mulher grávida e os animais de estimação (desde que devidamente vacinados) podem conviver sem nenhum problema e sem riscos para a saúde.

Limpeza das fezes dos animais

Um animal de estimação, além de manter em dia a vacinação, também deve ser levado ao veterinário para consultas frequentes no petshop. E assim o veterinário vai indicar qual o melhor vermífugo para evitar que o pet tenha vermes, que são eliminados com as fezes.

Nesse ponto é importante ter atenção. A indicação é que as grávidas evitem o contato com as fezes dos animais de estimação. Caso seja preciso coletar fezes dos animais, o ideal é que a grávida utilize itens de de proteção descartáveis na limpeza, por exemplo.

Dessa forma, ao manter as devidas precauções e sempre manter os cômodos da casa limpos, não existe nenhum problema na convivência com seu amiguinho de 4 patas mesmo no período da gravidez.

Brincadeiras

Tanto os cães como os gatos adoram brincar, e isso acaba ajudando ainda mais as mulheres, pois ficam mais ativas e pode ajudar no controle do ganho de peso excessivo. O único cuidado que se deve ter é em relação a brincadeiras brutas ou ainda arranhões dos pets. Por isso, manter as unhas curtas dos animais vai fazer toda diferença. E as brincadeiras poderão continuar sendo realizadas, além é claro, das caminhadas que principalmente os cachorros adoram.

Mesmo com todas essas informações, ainda existe mais um ponto importante. Muitas grávidas se preocupam com a doença toxoplasmose ao entrar em contato com animais de estimação. Veja a seguir do que se trata.

Cuidados relacionados a toxoplasmose

A toxoplasmose é uma infecção causada por um parasita que pode infectar alguns animais, e entre os domésticos estão os cachorros, gatos, hamster e pássaros.

O parasita tem nome científico “Toxoplasma gondii”. Ele vive na natureza principalmente em locais quentes, e sua principal forma de transmissão começa através do consumo de carnes mal cozidas. Por isso, os pets não são os culpados da transmissão da toxoplasmose, e sim as vítimas. Afinal, ao ser infectado o animal libera o parasita pelas fezes.

Sendo que se o gato for castrado, não sair de casa e comer apenas ração, o risco de ele contrair a toxoplasmose é mínimo, e o mesmo acontece com os cães.

Ainda assim, é importante que a mulher avise seu médico da presença de animais domésticos e faça os exames necessários no pré-natal para afastar qualquer possibilidade da doença.

Os cães e gatos também podem fazer o exame, e o tratamento requer uso de antibióticos que somente um veterinário poderá indicar.

Como a maioria das pessoas não percebem que tiveram contato com o parasita, o risco para os bebês pode aumentar. Mas com os cuidados mencionados no texto e o acompanhamento médico é possível ter pets e uma gravidez saudável ao mesmo tempo.

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 07/11/2020   116 Views