A importância da realização de exames durante a gestação

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 23/11/2020   225 Views  

A gravidez não é doença, mas, apesar disso, quando uma mulher descobre que está grávida, é necessário buscar orientação profissional para realização dos exames. É muito importante uma grávida ter um acompanhamento pré-natal, pois só assim é possível acompanhar o desenvolvimento do bebê e a saúde da mãe.

Vantagens de fazer um pré-natal

Com o pré-natal é possível identificar doenças como diabetes, hipertensão, anemia, doenças do coração entre outras. Também é possível detectar problemas fetais, como más formações, localização da placenta e pré-eclâmpsia.

Exames na Gestação

Quais os objetivos do pré-natal?

Os principais objetivos são preparar a mulher para a maternidade, tratar de manifestações normalmente ocorridas durante a gravidez, realizar o tratamento de doenças preexistentes ou que podem surgir durante a gravidez, orientação sobre medicações e informações sobre hábitos de vida que podem afetar o feto.

Primeiros exames solicitados

Na primeira consulta o médico solicitará os primeiros exames para iniciar o pré-natal, entre os quais exames de sangue e de urina, principalmente o beta HCG para ter ideia de tempo da gestação.

Exames laboratoriais

Como já foi visto, os exames são necessários para garantir a saúde da grávida e do bebê. Vejamos alguns exames solicitados:

• Glicemia: esse exame serve para detectar se a mulher tem diabete mellitus gestacional. Gestantes com glicemia entre 85 e 125 mg/dl são propensas a ter diabetes gestacional, por isso é necessário ter cuidado com a alimentação e o sobrepeso nesse período.

• Hemograma: esse exame é feito para detectar se a grávida tem anemia. Toda grávida pode ter anemia leve, sem que isso seja um fator de risco, já que durante a gestação há um aumento do fluxo de sangue, fazendo com que diminua a taxa de ferro.

• Tipagem sanguínea: mulheres que possuem Rh negativo precisam de cuidados especiais, pois se o bebê for Rh positivo, pode ter complicações no parto.

Exames de infecções

Além desses exames, existem outros para rastrear se a grávida tem alguma doença infecciosa. Vejamos quais são:

• Rubéola: a infecção por esse vírus pode trazer sérios problemas ao bebê, como danos neurológicos, surdez e cegueira.

• Sífilis: esse exame mostra se a mãe tem sífilis. Caso o resultado seja positivo, a mãe precisa ser tratada para evitar a transmissão para o feto e, consequentemente, causar aborto ou parto prematuro.

• Toxoplasmose: essa infecção pode causar parto prematuro, aborto espontâneo e más-formações congênitas, por isso é importante evitar comer carne mal cozida, lavar bem as frutas e verduras e tomar cuidado com fezes de gato.

• Hepatite: a hepatite é uma doença infecciosa, o médico deve pesquisar se a mãe tem hepatite A, B ou C. A doença pode prejudicar o desenvolvimento do feto e também causar má-formação.

• HIV: se a mãe não tratar precocemente, o vírus pode ser transmitido ao bebê, mas, se diagnosticada, a doença pode ser controlada e a chance de contágio do vírus para o bebê diminui.

A realização de todos esses exames é muito importante para que a mãe tenha uma gravidez mais tranquila. Gostou do conteúdo? Então, assine nossa newsletter e receba mais conteúdo como este!

Categorias: Dicas, Gestantes
Data: 23/11/2020   225 Views