Atresia Duodenal

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 10/09/2014   9349 Views  

A atresia de duodeno é uma malformação em que o duodeno (a primeira parte do intestino delgado) não se desenvolveu adequadamente, não estando aberto e não permitindo a passagem do conteúdo abdominal. A atresia duodenal (ou atresia de duodeno) é o tipo mais comum de obstrução congênita do intestino delgado.

atresia_duodeno

A maioria dos casos deve-se a um erro de desenvolvimento, uma falha na recanalização da luz duodenal, durante a oitava e a décima primeira de semanas gestação. Acredita-se que uma lesão do duodeno, como a diminuição do suprimento sangüíneo durante a gestação, faça o duodeno perder tecido, estreitar-se e obstruir-se.

Incidência

A atresia duodenal tem incidência estimada em um caso a cada 8.000 nascidos vivos. A atresia duodenal associa-se frequentemente a outras anomalias, como cardiopatias congênitas, atresia esofágica, ânus imperfurado, atresia de intestino delgado, atresia biliar, anomalias renais e vertebrais. Em torno de 20 a 30% dos fetos com atresia duodenal tem trissomia do 21 (Síndrome de Down).

O diagnóstico pré-natal

Achados ecográficos de polidramnio (aumento do líquido amniótico) e o “sinal da dupla bolha” são sugestivos da atresia duodenal. O “sinal da dupla bolha” é produzido por um estômago distendido no quadrante superior esquerdo, ligado a um bulbo duodenal aumentado de volume, à direita.
Atresia Duodenal

O diagnóstico pós-natal

Os bebês que nascem com atresia duodenal começam a apresentar vômitos abundantes imediatamente após o nascimento. O vômito pode ser verde (por causa da bile) e o volume freqüentemente é maior do que o ingerido pelo bebê. Ele pode apresentar uma ou duas evacuações de mecônio, mas não mais de duas. Se não forem tratados, esses bebês se desidratam e podem ficar criticamente enfermos muito rapidamente. A atresia duodenal pode ser confirmada após o nascimento com auxílio do raio X.

duodenal_atresia_rx

Radiografia de Atresia Duodenal: as setas mostram as duas imagens de bolha. A bolha maior (direita) é o estômago dilatado e a menor (esquerda) é a primeira porção do duodeno dilatada. Outras partes do abdome não contém gás. Fonte: http://www.szote.u-szeged.hu/radio/.

Tratamento

Não existe tratamento pré-natal. Todos os neonatos com suspeita de obstrução intestinal deveriam receber tratamento em centro de referência com cirurgião pediátrico. A conduta na obstrução duodenal é cirúrgica, para remover o segmento obstruído do duodeno.

Prognastico

A atresia duodenal está associada a uma taxa de prematuridade em torno de 46%. As causas mais comuns de morte em bebês com atresia duodenal são prematuridade com doença pulmonar ou associado a anomalias graves, particularmente aos defeitos cardíacos.

Felizmente a sobrevivência de bebês com atresia duodenal tem gradualmente aumentado nos últimos anos, sendo que esta taxa é de aproximadamente 95%. É esperada a recuperação da atresia duodenal após tratamento. Entretanto, podem ocorrer problemas alimentares persistentes de absorção e maior necessidade de vitaminas após a cirurgia. Caso não for tratada a atresia duodenal é fatal.

Categorias: Dúvidas, Gestantes
Data: 10/09/2014   9349 Views